Notícias

30/06/2008 00:00Yane conta a trajetória que a levou ao topo

NewsPress / Clipping   / JB ONLINE , domingo 29 de junho  de 2008 
 
 
 
 
 

29 de junho de 2008

 

Um convite que mudou a história

Yane Marques conta a trajetória que a levou ao topo

Flávio Dilascio

Quem diria que um simples convite poderia mudar a história de uma modalidade em um país... Convidada, aos 19 anos de idade, pelo técnico Nuno Trigueiro, para competir em uma prova de biatlo, a então nadadora do Náutico, Yane Marques, mal sabia que estava dando uma guinada em sua vida. E em uma das modalidades menos conhecidas do país. Isto porque a jovem Yane teve um desempenho excepcional na prova, o qual culminou no convite que mudaria sua vida: o de ser uma pentatleta.

Com uma condição física acima da média, a menina natural de Afogados da Indazeira, no sertão de Pernambuco, é hoje uma das maiores pentatletas do mundo, algo que jamais existiu em toda história do Brasil. Com 24 anos de idade, ela vai com tudo para Pequim, rumo à inédita medalha para o país.

– Sempre vou brigar por medalhas. Estarei lá em busca da minha melhor marca, e que o resultado seja uma consequência – afirmou Yane, por e-mail, ao JB.

Se vai conquistar medalhas olímpicas ou não, só o tempo irá dizer, mas o que muitos ainda não sabem é que Yane acaba de realizar um feito histórico para o esporte brasileiro: ela foi a primeira atleta do país a chegar a uma fase final do Mundial de Pentatlo Moderno, mês passado, em Budapeste, na Hungria.

– Na hora nem me liguei no fato, mas entrar pra história de forma positiva é muito bom e alimenta o coração para buscar força e estar sempre se superando – declarou.

A colocação final da pernambucana foi um 28º lugar, que segundo, a própria poderia ter sido melhor caso ela não tivesse forçado tanto o ritmo na semifinal.

– Fiz tudo o que eu tinha para dar. Estava muito cansada, em virtude de ter feito uma semifinal muito forte e uma esgrima basatante puxada na final, assim como as outras provas.

O que é pentatlo?

Modalidade pouco conhecida no Brasil, o pentatlo moderno foi introduzido por militares e, até a década de 50, só pessoas do Exército venciam os principais torneios. Como diz o nome – através do prefixo de origem latina penta – o pentatlo moderno é composto por cinco modalidades: tiro, esgrima, natação, hipismo e corrida. Todas as provas são disputadas em um único dia e o vencedor é aquele que somar mais pontos.

Por ser um esporte de altíssima resistência, costuma-se dizer que são necessários cerca de 10 anos para a formação de um atleta, máxima essa que foi quebrada por Yane, que compete em alto nível com apenas quatro anos e meio de carreira.

– Atribuo o meu sucesso à meus técnicos e à minha dedicação – avaliou, demonstrando a simplicidade de quem teve uma infância humilde – Tive dificuldades financeiras quando minha mãe arriscou tudo, trazendo a família para morar em Recife. Mas, ainda assim, não passei fome nem necessidade.

Falando em mãe, a de Yane, Maria Gorete Marques, ganhou passagem para acompanhar a filha em Pequim.

– Ela sempre me acompanha nas competições em Recife. Agora, ficarei mais segura com ela ao lado – comentou Yane, que conquistou a vaga com a medalha de ouro no Pan-Americano do ano passado.

 

NewsPress / Clipping   / PURO ESPORTE.COM, sexta  27 de junho  de 2008 
puro esporte.com

Yane Marques treina na França e na Coréia antes das Olimpíadas


(27/06) - A Confederação Brasileira de Pentatlo Moderno - CBPM - divulgou o treinamento final da atleta Yane Marques antes das Olimpíadas de Pequim.  Ela fica  no Brasil até 20 de julho indo para Bordeaux, na França, onde treinará de 21 a 31 daquele mês seguindo depois para Seul, na Coréia do Sul, onde ficará do dia 1 ao dia 17 de agosto quando irá para a Vila Olímpica em Pequim.

Após as Olimpíadas a primeira competicão oficial que Yane participará será o Campeonato Sul-Americano de Pentatlo Moderno que será realizado na Venezula no período de 2 a 6 de outubro próximo.
 
Yane Marques , que mês passado disputou a final do Campeonato Mundial de Pentatlo realizado na Hungria, classificando-se em  vigésimo oitavo lugar,  disputará sua  primeira Olimpíada .  Ela obteve a classificação ao ganhar a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos realizados ano passado no Rio.

A prova feminina em Pequim está marcada para o dia 22 de agosto. Um dia antes será a prova masculina. No próximo dia 30, a UIPM - União Internacional de Pentatlo Moderno - divulga oficialmente os 36 homens e 36 mulheres que disputarão as Olimpíadas.

 (27/6) | Outros
Yane Marques treina na França e na Coréia antes das Olimpíadas



NewsPress / Clipping   / O DIA ONLINE , sexta  27 de junho  de 2008 
O Dia Online
 
25/6/2008 19:53:00

Yane Marques passa por Bordeaux e Seul antes das Olimpíadas

Rio - A Confederação Brasileira de Pentatlo Moderno - CBPM - divulgou o treinamento final da atleta Yane Marques antes das Olimpíadas de Pequim.  Ela fica no Brasil até 20 de julho indo para Bordeaux, na França, onde treinará de 21 a 31 daquele mês seguindo depois para Seul, na Coréia do Sul, onde ficará do dia 1 ao dia 17 de agosto quando irá para a Vila Olímpica em Pequim.

Após as Olimpíadas a primeira competicão oficial que Yane participará será o Campeonato Sul-Americano de Pentatlo Moderno que será realizado na Venezula no período de 2 a 6 de outubro próximo.
 
Yane Marques, que mês passado disputou a final do Campeonato Mundial de Pentatlo realizado na Hungria, classificando-se em  vigésimo oitavo lugar, disputará sua  primeira Olimpíada. Ela obteve a classificação ao ganhar a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos realizados ano passado no Rio. A prova feminina em Pequim está marcada para o dia 22 de agosto. Um dia antes será a prova masculina.

No próximo dia 30 a UIPM - União Internacional de Pentatlo Moderno - divulga oficialmente os 36 homens e 36 mulheres que disputarão as Olimpíadas.
NewsPress / Clipping   / UOL, sexta 27 de junho  de 2008 
UOL
Estréia nos Jogos
1912
Atletas brasileiros
1 selecionada
Federação Internacional
União Internacional de Pentatlo Moderno (UIPM)
Desempenho brasileiro na modalidade
00
UOL

Pentatlo Moderno

Total: 1 atleta

Yane Marques
Folha Imagem
Yane teve aprender quase todas as modalidades

Yane Marques

"Tivemos que ensiná-la princípios básicos de esgrima, tiro e equitação. Até a corrida teve de ser revista", diz técnico Alexandre França.

Data de nascimento:
07/01/1984
Local de nascimento:
Afogados de Ingazeira (PE)
Residência:
Recife (PE)
Peso e altura:
56 kg / 1,68 m
Participação em Olimpíadas:
Estreante

A pernambucana Yane Marques ganhou fama durante os Jogos Pan-Americanos de 2007. O surpreendente ouro em um esporte pouco conhecido atualmente pelos brasileiros lhe rendeu uma notoriedade instantânea, que ela soube aproveitar.

De quebra, o triunfo no Rio assegurou a vaga para os Jogos Olímpicos de Pequim. Logo depois da disputa, ela foi assediada pela imprensa por causa da sua infância humilde e ganhou até uma homenagem em um programa dominical na televisão.

Sua mãe, que vendia salgadinhos para garantir a renda da casa, ganhou uma passagem à China para poder assistir à filha nas Olimpíadas, o que não ocorreu durante o Pan-Americano. No Rio de Janeiro, Yane faturou o ouro depois de um desempenho ruim no tiro. Ela acabou por se recuperar e foi muito bem na esgrima e na natação, que lhe garantiu a primeira colocação.

Mesmo nova, ela já tem quase cinco anos dedicados ao esporte. Em 2006, foi ano da grande surpresa, quando bateu rivais mais experientes e ficou com o título do sul-americano. Na época do Pan, o próprio presidente da Confederação Brasileira de Pentatlo Moderno (CBPM), Hélio Meireles, mostrava entusiasmo com a revelação.

O entusiasmo não era exagero, uma vez que são necessários dez anos para uma formação completa no pentatlo. No caso de Yane, o "fenômeno" é ainda mais notável, uma vez que a atleta teve de aprender a praticar quase todos os estilos da modalidade

Pouco meses depois da surpresa do Pan, a brasileira foi a segunda no Sul-Americano de novembro de 2007 atrás da norte-americana Margaux Isaksen, que foi a convidada da competição continental.

Na preparação para a China, Yane teve um bom resultado na etapa da Copa do Mundo no México, em março de 2008. Na sua única participação no evento no ano, ela terminou em 11º lugar, sendo que acabou na sexta colocação na esgrima - sua especialidade e onde ficou em primeiro no Pan.

 

« Voltar