Notícias

25/06/2008 00:00Pentatlo tem início baseado em Napoleão Bonaparte

NewsPress / Clipping   / GLOBO ESPORTE.COM , quarta  25 de junho  de 2008 
globoesporte.com
 

Manual olímpico: pentatlo moderno tem início baseado em Napoleão Bonaparte

Brasil será representado pela pernambucana Yane Marques na competição

GLOBOESPORTE.COM Rio de Janeiro

A francesa Amélie Cazé é a atual campeã mundial e favorita para a medalha de ouro

Conta a lenda que um tenente de Napoleão Bonaparte recebeu a ordem de entregar uma mensagem a um grupo distante durante a Guerra Franco-Prussiana. O oficial começou o percurso a cavalo, mas o animal levou um tiro do inimigo e morreu. Na seqüência, ele usou contra oponentes uma arma de fogo e uma espada. Teve que nadar por um rio e completou a missão correndo. Verdade ou não, a história chegou aos ouvidos do Barão Pierre de Coubertin, o pai das Olimpíadas Modernas, que incluiu o esporte nas disputas olímpicas.

No Brasil, o pentatlo moderno foi introduzido em 1992, através dos militares, já que as cinco modalidades (tiro, esgrima, natação, hipismo e corrida) servem como exercício. A força militar dentro do esporte foi tão marcante que, até a década de 50, só pessoas ligadas aos exércitos ganhavam os principais torneios. A história só começou a mudar um pouco a partir de 1952, nas Olimpíadas de Helsinque, na Finlândia, o que democratizou um pouco o esporte. Porém, o pentatlo moderno ainda é desconhecido no Brasil.

 

O esporte

 

Húngaro Viktor Horvath foi campeão mundial e europeu em 2007 e é o favorito ao ouro olímpico

O pentatlo moderno é composto de cinco modalidades: tiro, esgrima, natação, hipismo e corrida. O campeão é aquele que somar mais pontos. Há provas masculinas e femininas, que são divididas por categorias, de acordo com a idade dos atletas.

Como é um esporte que exige um excelente preparo físico e técnico, as competições são realizadas para os mais jovens em forma de biatlo moderno, englobando corrida e natação. Conforme o atleta vai crescendo, assim como sua forma física, técnica e sua experiência, o número de modalidades vai aumentando até chegar ao pentatlo moderno.

 

Yane Marques é o Brasil nos Jogos

 

Yane Marques segue para seus primeiros Jogos Olímpícos em Pequim

Medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro, a pernambucana Yane Marques é a única brasileira no pentatlo moderno das Olimpíadas de Pequim. Yane é a 10ª colocada no ranking mundial e surpreende ao conseguir o resultado, já que pratica a modalidade há apenas quatro anos.

No último mês de maio, ela conseguiu a inédita vaga para a final do Campeonato Mundial em Budapeste, na Hungria, ficando em 28º lugar entre 65 atletas, a melhor participação de um pentatleta do Brasil na competição.

Na preparação para Pequim, Yane teve um bom resultado na etapa da Copa do Mundo no México, no último mês de março. Na sua única participação no evento no ano, ela terminou em 11º lugar, sendo que acabou na sexta colocação na esgrima - sua especialidade e onde ficou em primeiro no Pan.

Ela deve ter como suas principais adversárias a atual campeã mundial, a francesa Amélie Cazé, a egípcia Aja Medani, vice-campeã mundial, e a britânica Katie Livingston. As competições acontecem de 8h30m às 13h15 (horário de Brasília) dos dias 21 e 22 de agosto no Hong Kong Sports Institute.

« Voltar