Notícias

26/07/2019 19:01Pentatlo em Lima 2019 tem 10 vagas pra Tóquio 2020


Disputas da modalidade começaram nesta sexta, 26, e vão até terça, 30, com 15 medalhas em jogo em cinco eventos

Horas antes da Cerimônia de Abertura dos Jogos Pan-Americanos Lima 2019, nesta sexta-feira, 26, o Pentatlo Moderno deu início às suas disputas no torneio continental. Dos mais de 6 mil atletas que estarão no Peru, 64 vão encarar as provas de natação, esgrima, hipismo e laser-run na capital do país sul-americano. Cinco deles são brasileiros: Ieda Guimarães, 18, Isabela Abreu, 24, e Priscila Oliveira, 30, no feminino; e Danilo Fagundes, 31, e Felipe Nascimento, 26, no masculino.

Além das 15 medalhas que serão distribuídas até terça-feira, 30, os 64 pentatletas também estarão de olho nas 10 vagas para os Jogos Olímpicos Tóquio 2020 que estarão em jogo em Lima 2019. Da delegação brasileira, apenas Felipe teve o gostinho de participar de uma Olimpíada, ao representar o Brasil em Rio 2016.

“Acredito que estar em uma edição de Jogos Olímpicos é o sonho de todo atleta”, defende o pernambucano, que também esteve nos Jogos Pan-Americanos Toronto 2015. “No meu caso, será ótimo conquistar a vaga para uma segunda Olimpíada e ter mais esse feito no currículo”.

Mas Felipe e os demais pentatletas sabem que o caminho até o pódio e as vagas para os Jogos do Japão não é simples. Das 10 vagas, cinco são para cada gênero, nas disputas individuais. Destas, duas estão reservadas aos dois melhores dentre os países das Américas do Norte e Central; outras duas são para os mais bem colocados da América do Sul; e a quinta vaga é para o melhor das Américas, sem que seja do mesmo país já classificado.

“A maioria dos atletas sonha em competir em uma Olimpíada”, Danilo, que também esteve em Toronto 2015, concorda com Felipe. “Eu espero competir bem e o resultado que vier, eu competindo bem, é o que está bom. Isso é o que importa no momento”.

ESTREIA DO REVEZAMENTO

As provas do Pentatlo Moderno em Lima 2019 vão acontecer no Lima Convention Center (esgrima tradicional) e na Escola Militar de Chorrillos (natação, esgrima bônus, hipismo e laser-run). Pela primeira vez em uma edição dos Jogos Pan-Americanos haverá provas de revezamento (masculino, feminino e misto), todas valendo medalhas, como tradicionalmente acontece nos torneios da modalidade.

“Gostei das instalações, no geral. A piscina é novinha e está muito boa e rápida. E o local de hipismo e do laser-run também estão bem bonitos. Tem tudo para serem excelentes Jogos”, anima-se Felipe.

Os pentatletas brasileiros entraram na Vila Pan-Americana de Lima 2019 no domingo, 21, na primeira leva de atletas do país que chegaram ao Peru. Desde então, eles mantêm uma rotina intensa de treinamentos diários nas instalações que serão usadas nos Jogos.

“A gente treinou todo dia. Na segunda, já começamos o treinamento, incluindo também a parte de relaxamento muscular. Agora, não tem mais o que fazer. É entrar para a prova e competir”, destaca Danilo.

COMPETIÇÃO-ALVO

A disputa do Pentatlo Moderno no Peru começou pela esgrima tradicional tanto para os homens quanto para as mulheres nesta sexta. No sábado, 27, acontece a final feminina e no domingo, 28, a final masculina. Segunda, 29, é dia dos revezamentos masculino e feminino e terça a disputa acaba com o revezamento misto.

Para os pentatletas brasileiros, Lima 2019 é a competição-alvo do ano. Por isso, eles participaram de competições dentro e fora do país para se prepararem para a disputa. Dentre elas, estão etapas e a Final da Copa do Mundo, na República Tcheca, Hungria, Bulgária e no Japão, e a Copa Ibero-americana, na Espanha.

“A gente fez um treinamento bem forte, bem focado para essa competição. Como Lima 2019 é o alvo, o treino foi mais direcionado”, conta Danilo.

AS MULHERES

A caçula da delegação do Pentatlo Moderno brasileiro em Lima 2019 é Ieda, que completa 19 anos no dia 30 de agosto. Mas apesar da pouca idade, a carioca já tem no currículo grandes competições, como etapas da Copa do Mundo, mundiais Júnior e sub-19 e a participação nos Jogos Olímpicos da Juventude Buenos Aires 2018 e nos Jogos Sul-Americanos Cochabamba 2018. Na Bolívia, inclusive, Ieda foi bronze individual e ouro no revezamento misto, ao lado do colega de treinamento Victor Aguiar.

Do Sul do país, mais especificamente Curitiba, no Paraná, Isabela desponta como uma jovem pentatleta que também já tem muitos feitos na modalidade. Tanto que é a atual líder do ranking nacional. Como ela faz parte da Comissão de Desportos do Exército (CDE) como Terceiro Sargento, é figurinha carimbada nos torneios internacionais militares da modalidade.

“É meu primeiro Pan, estou com uma expectativa muito grande, pois é a primeira oportunidade de buscar a vaga em Tóquio”, diz Isabela. “Foi o período mais longe e desgastante de treinos que eu já tive, mas com certeza será o mais gratificante”.

Enquanto isso, dentre os cinco brasileiros, Priscila é a recordista em participações de Jogos Pan-Americanas. No Peru, a pernambucana vai para sua terceira edição do torneio, já que esteve em Guadalajara 2011 e Toronto 2015. Com mais de 10 anos na modalidade, ela já viajou o mundo competindo.

VISITA ILUSTRE

E já que o assunto é veterana, a medalhista de bronze do Pentatlo Moderno em Londres 2012, Yane Marques, fez uma visitinha mais do que especial aos pentatletas brasileiros em Lima durante uma sessão de treinamento da esgrima para trocar experiência. A porta-bandeira do Brasil em Rio 2016 está no Peru para cobrir a participação dos brasileiros em Lima 2019 para as redes sociais do Time Brasil.

“Foi muito bom rever a Yane antes do período de competição. Receber o apoio da nossa medalhista olímpica do Pentatlo Moderno é sempre bom”, Felipe comemora.

A chefe da delegação do Pentatlo Moderno brasileiro em Lima é Ana Luísa Almeida. Com o apoio do Comitê Olímpico do Brasil (COB), ela está acompanhada do coordenador-técnico da Confederação Brasileira de Pentatlo Moderno (CBPM) no Rio de Janeiro, Fábio Corrêa, e do Mestre D’Armas Guilherme Giffoni. Para reforçar a preparação técnica dos pentatletas, a CBPM enviou ao Peru o instrutor de hipismo Erick Nascimento.

“Os principais adversários do Brasil são a Argentina, Chile, México, Estados Unidos e Cuba”, aponta Ana Luísa. “No revezamento, temos chances de medalha”.

Dos cinco pentatletas que viajaram ao Peru, Danilo e Ieda foram revelados no PentaJovem-RJ, projeto que a CBPM mantém para a descoberta e formação de novos nomes na modalidade. Priscila e Felipe são do CT da CBPM em Pernambuco e Isabela é do Colégio Militar de Curitiba (CMC).

Todos eles recebem o benefício da Bolsa Atleta, do Ministério da Cidadania. Felipe e Priscila também integram o programa Time PE, do Governo do Estado de Pernambuco. Além de Isabela, Felipe também é militar, fazendo parte da Comissão de Desportos da Aeronáutica (CDA), como Terceiro Sargento.

PENTATLETAS BRASILEIROS EM LIMA 2019

Feminino
Ieda Guimarães
Isabela Abreu
Priscila Oliveira

Masculino
Danilo Fagundes
Felipe Nascimento

PROGRAMAÇÃO

Sexta (26 de julho): Esgrima tradicional feminina e masculina

Sábado (27 de julho): Final feminina

Domingo (28 de julho): Final masculina

Segunda (29 de julho): Revezamentos feminino e masculino

Terça (30 de julho): Revezamento misto

 

« Voltar