Notícias

02/12/2018 21:32Brasil conquista um ouro e dois bronzes no Pan


Torneio foi realizado de quarta a domingo na capital peruana e serviu de evento-teste da modalidade para os Jogos Pan-Americanos Lima 2019

Os oito pentatletas brasileiros que participaram do Campeonato Pan-Americano de Pentatlo Moderno conquistaram três medalhas no torneio, encerrado neste domingo, 2. Foram um ouro e dois bronzes em três dos sete eventos da competição, que começou na última quarta, 29 de novembro, em Lima no Peru. A delegação brasileira foi ouro no revezamento masculino e bronze na disputa por equipes feminina e no revezamento feminino.

O torneio serviu de evento-teste do Pentatlo Moderno para os Jogos Pan-Americanos Lima 2019, em julho e agosto do ano que vem, na capital peruana. As provas aconteceram na Escola Militar Chorrillos. Estiveram presentes 90 pentatletas de 16 países (Argentina, Brasil, Bolívia, Canadá, Chile, Colômbia, Cuba, Equador, Estados Unidos, Guatemala, México, Panamá, Peru, República Dominicana, Venezuela e Uruguai)

A primeira medalha do Brasil no torneio veio na quinta, 30 de novembro, primeiro dia da participação feminina. Na ocasião, Ieda Guimarães, de 18 anos, Isabela Abreu, 23, e Priscila Oliveira, 30, conquistaram o bronze na disputa por equipes entre as mulheres, após o somatório do desempenho delas no evento individual. Foram 3.754 pontos, com as três no Top 10 da disputa individual.

Priscila foi a oitava, depois de conquistar 1.257 pontos, Ieda a nona com 1.249 e Isabela a décima com 1.248. O evento teve a participação de mais uma brasileira, Stephany Saraiva, 23, que ficou em 22º após somar 952 pontos.

O ouro da disputa por equipes ficou com as mexicanas Tamara Vega, Mayan Oliver e Priscila Espinoza, que somaram 3.897; a prata foi para as guatemaltecas Isabel Brand, Sophia Hernandez e Sofia Cabrera.

No individual, o topo do pódio foi ocupado pela cubana Leidis Laura Moya, que somou 1.375 pontos. México fez dobradinha com a prata ficando com Mayan Oliver, que conquistou 1.343 pontos, e o bronze com Tamara Vega (1.326).

Ouro

No sábado, 1º, a delegação brasileira conquistou o ouro no revezamento masculino. Danilo Fagundes, 30, e Felipe Nascimento, de 25 anos, nos levaram ao lugar mais alto do pódio depois de somarem 1.490 pontos, dentre os 12 países presentes no evento.

A prata ficou com os mexicanos Alvaro Sandoval e Manuel Padilla, que alcançaram os 1.482 pontos. O bronze foi para os guatemaltecos Jorge Imeri e Alejandro Santis, com 1.450.

No evento individual masculino, que começou na quarta com a qualificação, onde todos os brasileiros avançaram, e teve a final na sexta, Danilo Fagundes foi o oitavo depois de somar 1.403 pontos. Felipe Nascimento ficou em 13º com 1.389.

A prova ainda teve outros dois brasileiros: Victor Aguiar, 21, que foi o 17º com 1.354 pontos, e William Muinhos, 25, o 30º com 1.056.

O ouro da prova foi conquistado pelo argentino Emanuel Zapata, que acumulou 1.446 pontos. A prata foi para o chileno Esteban Bustos, com 1.434, e o bronze para o guatemalteco Jorge Imeri (1.428).

O segundo bronze

No mesmo dia em que o Brasil foi ouro no revezamento masculino, o país conquistou sua terceira medalha no torneio – o segundo bronze – com Isabela Abreu e Stephany Saraiva no revezamento entre as mulheres. Elas chegaram ao terceiro lugar do pódio com 1.291 pontos.

O ouro do evento ficou com as cubanas Laura Leidis Moya e Eliana Camara, que acumularam 1.359 pontos. A prata foi para as guatemaltecas Sophia Hernandez e Sofia Cabrera, que somaram 1.322 pontos.

O Pan do Peru foi encerrado neste domingo com o revezamento misto. Foram 12 duplas e o Brasil esteve representado por Priscila Oliveira e William Muinhos, que ficaram em quarto com 1.401 pontos. Os campeões foram os cubanos Leidis Laura Moya e Jose Figueroa, que acumularam 1.418 pontos. A prata ficou com os argentinos Iryna Khokhlova e Sergio Villamayor, com 1.405 pontos, e o bronze com os guatemaltecos Priscila Espinoza e Juan Perez (1.401).

Cuba no topo

O Brasil ficou em quarto no quadro-geral de medalhas do Pan do Peru, dentre os seis que subiram pelo menos uma vez no pódio do torneio. Cuba liderou a relação com três ouros e Argentina e México vieram logo depois com dois ouros e uma prata e um ouro, três pratas e um bronze, respectivamente.

Guatemala teve o maior número de medalhas, seis ao todo. O país ficou em quinto lugar porque conquistou duas pratas e quatro bronzes. Chile encerrou o quadro-geral, em sexto, com um bronze.

Depois do Pan do Peru, os brasileiros se preparam para o Campeonato Brasileiro, que será realizado nos próximos dias 14 e 15 no Colégio Militar do Rio de Janeiro.

Dentre os oito brasileiros que nos representaram no Pan do Peru, seis deles (Danilo, Felipe, Ieda, Victor, Stephany e William) foram revelados no PentaJovem, projeto que a Confederação Brasileira de Pentatlo Moderno (CBPM) mantém para a descoberta e formação de novos nomes na modalidade. Todos os oito recebem o benefício da Bolsa Atleta, do Ministério do Esporte.

Alguns deles ainda fazem parte do Desporto Militar do Brasil. Isabela é da Comissão de Desportos do Exército (CDE), Victor e Stephany da Comissão de Desportos da Marinha (CDM) e William e Felipe da Comissão de Desportos da Aeronáutica (CDA).

 

« Voltar