Notícias

16/10/2018 09:30Brasil fica em 10º no relay de Buenos Aires 2018


Ieda Guimarães competiu ao lado do bielorrusso Uladzslau Astrouski, no evento que encerrou as disputas da modalidade nos Jogos Olímpicos da Juventude nesta terça, 16

O Pentatlo Moderno encerrou, nesta terça-feira, 16, suas disputas nos Jogos Olímpicos da Juventude Buenos Aires 2018. O último evento da modalidade no torneio foi o revezamento misto, que reuniu 24 duplas. A brasileira Ieda Guimarães competiu ao lado do bielorrusso Uladzslau Astrouski, ambos com 18 anos. Eles terminaram em 10º, depois de somar 1.088 pontos.

Assim como nas disputas individuais que aconteceram nos outros dias, as provas desta terça foram realizadas em três arenas, todas localizadas no Centro Olímpico da Juventude, o coração dos Jogos: Pavilhão África (esgrima), Centro Aquático (natação) e Pentatlo & Cross Country (laser-run). Como o Pentatlo Moderno nos Jogos Olímpicos da Juventude reúne provas da categoria Jovem, os pentatletas que estiveram na Argentina não encararam o hipismo, presente apenas nos eventos a partir da categoria Júnior.

A disputa do revezamento misto começou nesta segunda, 15, com a esgrima tradicional. Nela, Ieda e o companheiro de equipe começaram em 10º, após terem 22 vitórias e 22 derrotas (ela venceu 12 duelos e perdeu 10 e ele teve 10 vitórias e 12 derrotas), que lhes asseguraram 205 pontos.

Já nesta terça, o evento recomeçou pela natação com cada um nadando 100 metros estilo livre. Eles fizeram o 18º tempo (2min06s53), com Ieda cravando 1min08s32 e o bielorrusso 58s21, o que lhes garantiu 297 pontos.

Na esgrima bônus, eles não alcançaram nenhuma vitória, mantendo os 205 pontos na luta com a espada garantidos até então.

Os resultados nas primeiras disputas levaram Ieda e Uladzslau para o 11º lugar antes do laser-run, último evento do dia. Os dois melhoraram de colocação e completaram as quatro séries de 800 metros de corrida, intercaladas com cinco acertos de tiro a laser no alvo em 10min19s70, somando 586 pontos. Cada um fez a metade do percurso, com Ieda cravando os 5mins13s22 e o bielorrusso os 5mins06s58.

Campeões

Os grandes campeões do revezamento misto do Pentatlo Moderno em Buenos Aires 2018 foram o egípcio Ahmed Elgendy e a chinesa Yewen Gu, que somaram 1.168 pontos. Foi a segunda medalha de ouro do pentatleta africano nos Jogos, já que ele também foi o campeão na disputa individual entre os homens. A chinesa foi a quarta no evento entre as mulheres.

A prata foi para o argentino Franco Serrano e a egípcia Salma Abdelmaksoud, que somaram 1.156 pontos. Foi a segunda medalha da pentatleta, já que ela foi a campeã na disputa individual feminina. O sul-americano foi o 15º no evento entre os homens.

Já o bronze do revezamento ficou com o polonês Kamil Kasperczak e a espanhola Laura Heredia, que conquistaram 1.148 pontos. Na disputa individual, ela foi a 6ª entre as mulheres e ele o 9º no masculino.

Marca melhorada

No evento individual do Pentatlo Moderno em Buenos Aires 2018, Ieda melhorou a colocação brasileira na história do torneio. A brasileira foi a 16ª nas provas que aconteceram na sexta, 12, e no sábado, 13. Até então, o melhor resultado do país na competição era o 17º lugar de William Muinhos, hoje com 25 anos, em Cingapura 2010.

O Egito foi o grande campeão da modalidade no torneio encabeçando todos os pódios da disputa. O país africano levou quatro medalhas (três ouros e uma prata). China teve um ouro, junto com o Egito no revezamento, e França uma prata e um bronze. Argentina, Espanha, Hungria, Polônia e Rússia conquistaram uma medalha, cada.

Após os Jogos Olímpicos da Juventude Buenos Aires 2018, Ieda volta à capital argentina daqui a um mês para o Campeonato Pan e Sul-Americano Júnior e Jovem, que será realizado de 14 a 18 de novembro.

A carioca foi revelada no PentaJovem, projeto que a Confederação Brasileira de Pentatlo Moderno (CBPM) mantém para a descoberta e formação de novos nomes na modalidade. Apesar da pouca idade, atualmente ela ocupa a quarta colocação do ranking nacional da modalidade. Além do atual apoio do Comitê Olímpico do Brasil (COB), a pentatleta recebe o benefício da Bolsa Atleta do Ministério do Esporte.

 

« Voltar