Notícias

20/05/2018 20:49Pentatlo tem 1º evento no Parque Olímpico da Barra


Principais pentatletas do país participaram da Copa Parque Olímpico de Tetratlo Moderno no coração dos Jogos Rio 2016; torneio também contou com prova para guardas municipais do Rio

Estava fazendo em torno de 30º C quando os primeiros pentatletas caíram na água do Parque Aquático Maria Lenk, no Rio de Janeiro, por volta das 8h do último sábado, 19. Divididos em seis baterias, eles deram braçadas atrás de braçadas para completar os 200 metros estilo livre da natação da primeira edição da Copa Parque Olímpico de Tetratlo Moderno, na Barra da Tijuca, Zona Oeste da Cidade Maravilhosa.

Pouco mais de meia hora depois, o último pentatleta a completar a natação fechava a sua prova. Ali, o Pentatlo Moderno já tinha iniciado seu primeiro evento no coração dos Jogos Rio 2016. Com um Tetratlo Moderno que iria até por volta do meio dia daquele sábado com tempo fechado na capital fluminense, 33 competidores fizeram questão de marcar presença nesse torneio único.

Competir ali no Parque Olímpico foi, para muitos, a primeira oportunidade de estar no palco das grandes provas dos Jogos Olímpicos de 2016. O ex-atleta da natação que está a frente do programa de formação acelerada de pentatletas da Confederação Brasileira de Pentatlo Moderno (CBPM), Djan Madruga, considerou a realização do evento no local um marco para o esporte.

"Foi de enorme importância a realização de uma prova esportiva incluindo esgrima no Parque Olímpico. Por ter sido a primeira desde os Jogos Rio 2016, a Confederação mostrou competência ao realizar isso dentro da sua primeira Copa Parque Olímpico de Tetratlo Moderno. O evento foi um sucesso de organização, abriu a possibilidade de se tornar uma competição anual do calendário da CBPM e, quem sabe, atrair no futuro atletas estrangeiros", afirmou o nadador medalhista olímpico de bronze nos Jogos Olímpicos Moscou 1980 e 11 vezes medalhista dos Jogos Pan-Americanos.

Campeões

O evento desse fim de semana foi uma parceria da CBPM com a Subsecretaria do Legado Olímpico da Prefeitura do Rio e com o Comitê Olímpico do Brasil (COB). A competição reuniu atletas de todas as categorias da modalidade: Jovem, Júnior e Sênior; e trouxe competidores das regiões onde o Pentatlo Moderno já é um esporte bem conhecido: Curitiba (PR), Recife (PE), Rio de Janeiro - capital e Resende -, e São Paulo.

“É uma enorme satisfação receber uma competição como esta. Somos um equipamento público com característica esportiva. Nosso legado é incentivar a pratica esportiva e também o alto rendimento. Receber competições como esta só nos mostram que estamos no caminho certo”, destaca a subsecretária municipal de Legado Olímpico, Patrícia Amorim.

Dos jovens aos seniores, depois do início nas águas da piscina olímpica do Maria Lenk, todos os competidores seguiram para as pistas de esgrima, na Arena Carioca 3. E, para completar, na área externa da Arena, mostraram toda a concentração, habilidade e velocidade no laser-run (tiro a laser e corrida).

O carioca Danilo Fagundes, 30, e a curitibana Isabela Abreu cruzaram a linha de chegada em primeiro em seus eventos para ocupar o lugar mais alto do pódio. Um presente para a pentatleta que completa 23 anos nesta terça-feira, 22.

Danilo somou 1.133 pontos na disputa masculina. O vice-campeão da prova foi William Muinhos, 24, que conquistou 1.111; e o bronze foi para Victor Aguiar, 20 (1.100).

No feminino, Isabela levou a melhor com 1.017 pontos. A prata foi para a carioca Stephany Saraiva (1.013) e o bronze para a pernambucana Priscila Oliveira, 29 (984). Stephany completou 23 anos no dia do evento, no sábado.

Para o presidente da CBPM, Helio Meirelles, a escolha do Parque Olímpico para um evento desse porte abriu novas possibilidades. "Foi um desafio, um momento emblemático e que nos incentivou a trazer novas provas para cá, inclusive a nível internacional", cogita.

Guardas municipais atletas

Não foram somente pentatletas que maçaram presença na primeira edição da Copa Parque Olímpico de Tetratlo Moderno. Graças a uma parceria que vem sendo amadurecida com a Confederação Brasileira, a Guarda Municipal do Rio também enviou representantes para uma disputa de laser-run.

“O evento foi maravilhoso. Fiquei muito feliz de ver as crianças aproveitando o espaço do Parque Olímpico, que tem um valor histórico incrível para o nosso país, e de ver os atletas da Guarda Municipal participando de mais uma prova do laser-run, demonstrando os valores que o esporte nos ensina, como superação, dedicação, persistência e companheirismo, que são importantes também para nossa profissão, e demonstrando também para a sociedade a qualidade física dos nossos agentes. Agradeço a Confederação Brasileira de Pentatlo Moderno pela grande parceria”, comemorou o inspetor Marco Pereira.

As crianças que participaram do laser-run com a Guarda Municipal fazem parte do projeto social Forças no Esporte, desenvolvido nas instalações do Exército no Centro de Preparação de Oficiais da Reserva do Rio de Janeiro (CPOR-RJ), que tem uma cooperação com a Guarda.

O Tetratlo Moderno é um dos formatos do Pentatlo reconhecidos pela União Internacional de Pentatlo Moderno (UIPM). Como o próprio nome já sugere, a categoria reúne quatro das cinco provas da modalidade: natação, esgrima e laser-run, sem o hipismo.

 

« Voltar