Notícias

18/05/2018 20:34Jovens estarão no Tetratlo do Parque Olímpico


Será a primeira vez que o Pentatlo Moderno terá um evento no coração dos Jogos Rio 2016; provas vão acontecer no Parque Aquático Maria Lenk e na Arena Carioca 3

É amanhã a estreia do Pentatlo Moderno no Parque Olímpico da Barra, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. A partir das 8h, grandes pentatletas vão estar reunidos no coração dos Jogos Rio 2016 para a primeira edição da Copa Parque Olímpico de Tetratlo Moderno. Além dos principais nomes da modalidade, também vão marcar presença no evento promessas do esporte olímpico. É o caso de Marcella Mello.

Aos 13 anos, a carioca está no Pentatlo há quatro anos. Mesmo com pouco tempo na modalidade, ela já tem uma coleção de medalhas. São pelo menos 10 delas entre campeonatos brasileiros e sul-americanos. Oficialmente da categoria Jovem C, para atleta de 13 a 14 anos, Marcela já tem conquistas inclusive em níveis bem acima do seu, como Júnior (19 a 21 anos).

“Eu sou atleta da natação desde meus 10 meses de idade. Com seis anos, comecei a competir em estaduais, até que, aos nove, meu então técnico de natação conhecia o Fábio (Corrêa, coordendor-técnico da Confederação Brasileira de Pentatlo Moderno no Rio), que me apresentou ao Pentatlo e foi aí que eu resolvi entrar para a modalidade”, Marcela relembra.

Cria do PentaJovem-RJ, projeto que a CBPM mantém para a descoberta e formação de novos nomes na modalidade, Marcela decidiu participar do Tetratlo no Parque Olímpico para avaliar seus treinamentos e fazer possíveis ajustes.

“Será uma oportunidade muito boa, pois o local da prova é ótimo de competir. Espero conseguir concluir minhas metas de cada prova e abaixar meus tempos em relação ao ano passado. Independente disso, desejo extrair coisas boas de cada prova e me superar”, a pentatleta projeta.

Direto de Curitiba

As provas da Copa Parque Olímpico de Tetratlo Moderno vão acontecer no Parque Aquático Maria Lenk e na Arena Carioca 3. O evento terá disputas em todas as categorias da modalidade: Jovem, Júnior e Sênior. Os atletas que vão competir são de regiões onde o Pentatlo Moderno é difundido no país: Curitiba (PR), Recife (PE), Rio de Janeiro - capital e Resende -, e São Paulo.

Um dos nomes de Curitiba será o de Carlos Assis. Aos 15 anos, dois no Pentatlo Moderno, o pentatleta treina no Colégio Militar da capital paranaense. E foi lá que ele teve o primeiro contato com a modalidade olímpica.

Oficialmente da categoria Jovem B (15 e 16 anos), Carlos esteve presente nas duas últimas edições do Brasileiro. Atualmente é o terceiro colocado no ranking nacional de sua categoria e da Jovem A, um nível acima do seu, que reúne pentatletas de 17 e 18 anos.

“Resolvi participar do Tetratlo do Parque Olímpico para ter mais uma oportunidade de participar de uma competição de nível nacional. É uma alegria poder competir no local onde passaram campeões olímpicos, além das instalações serem muitos boas. Vou tentar baixar meus tempos na natação e no laser-run e conseguir uma medalha na minha categoria”, ele espera.

Também de Curitiba, Larissa Tsukamoto é colega de escola de Carlos. Aos 14 anos, a paranaense também tem dois anos no Pentatlo Moderno. Ela conta que entrou para a modalidade por querer praticar algum dos esportes oferecidos em seu colégio e ter percebido que no Pentatlo também há a natação, seu esporte de origem.

A pentatleta esteve no Brasileiro de 2016 e foi bronze no último Campeonato Open de Santos em sua categoria de então, a Jovem C. Larissa acredita que é importante participar da Copa Parque Olímpico de Tetratlo Moderno para ver sua evolução na modalidade.

“Como as Olimpíadas aconteceram lá, a estrutura do lugar deve ser muito boa. Vai ser muito interessante competir onde atletas olímpicos já competiram antes”, anima-se Larissa, que é da categoria Jovem B, mas vai encarar a prova em uma categoria acima da sua, a Jovem A (17 e 18 anos). “Nunca participei em competições na categoria Jovem A. Até o ano passado, eu era da Jovem C, mas mesmo assim espero fazer uma boa esgrima”, torce.

Parque Olímpico em alta

Dentre os revelados no PentaJovem, além da carioca Marcela Mello, a Copa Parque Olímpico de Tetratlo Moderno também terá a participação de Raphaela Silva e Lucas Cerqueira, por exemplo. Ambos são colegas de Marcela no CT da Confederação Brasileira no Rio de Janeiro.

Aos 17 anos, Raphaela está há dois no Pentatlo Moderno e lembra que sua chegada à modalidade aconteceu quando foi convidada para assistir a um treino do esporte. “O treinador já me colocou para nadar e não sai mais”, lembra.

A carioca esteve presente nos dois últimos brasileiros e foi medalha de bronze em sua categoria, Jovem A, no ano passado. Raphaela anima-se de competir no Parque Olímpico, destacando a estrutura do lugar. “Espero melhorar meus tempos e, se tudo der certo, conseguir uma boa colocação”, conta.

Já Lucas compete no Pentatlo Moderno há quatro anos. O pentatleta completou 15 anos nesta quinta-feira e vai participar do Tetratlo de sábado para ganhar experiência. “Acho legal competir no Parque Olímpico, porque não conheço o lugar. No sábado, espero conseguir melhorar minhas marcas”, planeja.

Quem também vai ao Rio para ganhar experiência é o curitibano Caio Cruz. Com 14 anos, dois deles no Pentatlo Moderno, o pentatleta é mais um que treina no Colégio Militar da capital paranaense. Ele resume sua expectativa para a prova dizendo que espera se “sair bem”.

O Tetratlo Moderno é um dos formatos do Pentatlo reconhecidos pela União Internacional de Pentatlo Moderno (UIPM). Como o próprio nome já sugere, a categoria reúne quatro das cinco provas da modalidade: natação, esgrima e laser-run (tiro a laser e corrida), sem o hipismo.

COPA PARQUE OLÍMPICO DE TETRATLO MODERNO

DATA: 19 de maio (sábado), a partir das 8h
LOCAL: Parque Aquático Maria Lenk e Arena Carioa 3, Avenida Embaixador Abelardo Bueno

 

« Voltar