Notícias

04/05/2017 19:59Pentatlo Moderno implementa novas regras


Último congresso da federação internacional do esporte olímpico estabeleceu nova pontuação para a natação e outros critérios de classificação para as finais

O calendário de 2017 do Pentatlo Moderno já está a todo vapor e em comum entre todas as competições da modalidade realizadas no ano até agora estão as novas regras do esporte olímpico. É que no último Congresso da União Internacional de Pentatlo Moderno (UIPM) foram estabelecidos nova pontuação para a natação da disputa e outros critérios da classificação para as finais.

A partir de agora, a diferença por 1s mais rápido ou mais lento em relação a 2min3s0 na natação faz com que o atleta ganhe (caso seja abaixo) ou perca (acima) 2 e não mais 3 pontos nos 200 que ele já inicia na prova.

Para o vice-presidente da Confederação Brasileira de Pentatlo Moderno (CBPM), Celso Sasaqui, a mudança vai afetar diretamente o laser-run, evento combinado de tiro a laser e corrida que encerra as disputas da modalidade.

“Essa alteração acaba valorizando ainda mais o laser-run, tornando a prova mais emocionante do que já é”, ele destaca.

Top 36

Outra mudança que já pode ser vista, incluindo já aconteceu nas três etapas da Copa do Mundo disputadas até agora (Los Angeles, Cairo e Kecskemét) é a nova regra de pontuação para a formação do top 36 de atletas das finais dos eventos do esporte que envolve esgrima, natação, hipismo e laser-run.

Antes, em eventos com três qualificações, os oito primeiros de cada uma delas se classificavam automaticamente e os outros 12 eram definidos pelos tempos gerais de todos os competidores. Agora, os 10 melhores de cada grupo avançam e os demais 6 são definidos dentre todos.

“A intenção aqui é que os atletas se poupem mais nas qualificações para conseguirem a classificação”, reforça Celso, que vê com bons olhos as constantes mudanças no Pentatlo Moderno. “Isso faz com que a modalidade fique mais dinâmica e todos possam sentir a emoção da última disputa, com um laser-run ainda mais competitivo”.

 

« Voltar