Imprensa

Notícias

Brasil participa da última disputa de Lima 201930/07/2019 04:51


Ieda Guimarães e Felipe Nascimento representaram o país no revezamento misto, nesta terça-feira, 30, e ficaram em 5º

O Pentatlo Moderno teve, nesta terça-feira, 30, suas últimas provas nos Jogos Pan-Americanos Lima 2019. O revezamento misto encerrou as disputas da modalidade olímpica no torneio. O Brasil esteve presente dentre as 12 duplas que participaram do evento com Ieda Guimarães, 18, e Felipe Nascimento, 26. Eles ficaram em quinto depois de conquistarem 1.399 pontos, tendo o melhor desempenho dentre os sul-americanos.

No sábado, 27, Ieda conquistou uma das vagas do Pentatlo Moderno distribuídas em Lima 2019 para os Jogos Olímpicos de Tóquio. A conquista veio com o quarto lugar dentre as 32 competidoras da disputa individual feminina. Já no evento masculino, no domingo, 28, Felipe ficou em sétimo, também contra 32 adversários.

Assim como nos outros dias, as provas do revezamento misto desta segunda aconteceram no Lima Convention Center (esgrima tradicional) e na Escola Militar de Chorrillos (natação, esgrima bônus, hipismo e laser-run).

O dia começou pela esgrima tradicional, onde Ieda e Felipe tiveram 22 vitórias (13 dela e nove dele), que lhes asseguraram 202 pontos na luta com a espada.

Na natação, eles terminaram os 200 metros estilo livre em 2min04s83, que representaram 301 pontos.

Na esgrima bônus, os brasileiros venceram duas rodadas, garantindo dois pontos.

No hipismo, Ieda e Felipe fizeram a melhor apresentação dentre todos os competidores, zerando o percurso e perdendo apenas cinco pontos pelo tempo. Eles completaram os saltos com o cavalo em 1min41s38, convertidos em 295 pontos.

No laser-run, a dupla brasileira terminou as quatro séries de 800 metros de corrida, intercaladas com cinco acertos de tiro a laser em 11min41s. Foi o quarto melhor desempenho na prova, transformado em 499 pontos.

Os campeões do revezamento misto foram os norte-americanos Amro Elgerizy (foi prata no revezamento masculino) e Isabella Isaksen, que somaram 1.467 pontos. A prata ficou com os cubanos Leydi Laura Moya (bronze no individual e prata no revezamento feminino) e Jose Ricardo Figueroa, com 1.455 pontos; e o bronze para o os guatemaltecas Charles Fernandez (ouro individual) e Maria Ximena Dieguez (1.442).

TÓQUIO 2020 E ESTREIA

O Pentatlo Moderno em Lima 2019 contou com 64 pentatletas (32 em cada gênero) de 16 países. Foram cinco dias de disputas, de sexta a terça, com cinco eventos (individuais feminino e masculino e revezamentos feminino, masculino e misto). Pela primeira vez, os Jogos Pan-Americanos tiveram disputas dos revezamentos, tradicionais nas competições da modalidade olímpica.

Além das cobiçadas medalhas de ouro, prata e bronze, a competição também distribuiu 10 vagas para os Jogos Olímpicos Tóquio 2020, cinco para cada evento individual. Destas, duas estavam destinadas aos melhores países das Américas Central e Norte, outras duas para os mais bem colocados dentre os sul-americanos e a quinta para o melhor dentre todos os países que não tivesse se classificado. Cada país só pôde conquistar uma vaga em cada evento.

Nesta segunda, 29, o Brasil conquistou a medalha de bronze no revezamento feminino, com Isabela Abreu, 24, e Priscila Oliveira, 30. Além de Ieda, Felipe, Isabela e Priscila, o país também esteve representado em Lima 2019 por Danilo Fagundes, 31.

QUADRO GERAL DE MEDALHAS

Dos 16 países que participaram do Pentatlo Moderno em Lima 2019, sete conquistaram pelo menos uma medalha, dentre eles o Brasil. O primeiro colocado no quadro geral de medalhas da modalidade são os Estados Unidos com dois ouros e duas pratas. México ficou em segundo com dois ouros e Guatemala em terceiro com um ouro e um bronze.

Em Lima 2019, a chefe da delegação do Pentatlo Moderno brasileiro foi Ana Luísa Almeida. Com o apoio do Comitê Olímpico do Brasil (COB), ela esteve acompanhada do coordenador-técnico da Confederação Brasileira de Pentatlo Moderno (CBPM) no Rio de Janeiro, Fábio Corrêa, e do Mestre D’Armas Guilherme Giffoni. Para reforçar a preparação técnica dos pentatletas, a CBPM enviou ao Peru o instrutor de hipismo Erick Nascimento.

Dos cinco pentatletas que viajaram a Lima, Danilo e Ieda foram revelados no PentaJovem-RJ, projeto que a CBPM mantém para a descoberta e formação de novos nomes na modalidade. Priscila e Felipe são do CT da CBPM em Pernambuco e Isabela é do Colégio Militar de Curitiba (CMC).

Todos eles recebem o benefício da Bolsa Atleta, do Ministério da Cidadania. Felipe e Priscila também integram o programa Time PE, do Governo do Estado de Pernambuco. Ieda, Isabela, Felipe são militares, todos com a patente de Terceiro Sargento. Isabela é da Comissão de Desportos do Exército (CDE) e Ieda e Felipe da Comissão de Desportos da Aeronáutica (CDA).

CLASSIFICADOS PARA TÓQUIO 2020

Feminino
Ieda Guimarães (Brasil)
Leydi Laura Moya (Cuba)
Lourdes Marcela Cuaspud (Equador)
Mariana Arceo (México)
Samantha Achterberg (EUA)

Masculino
Amro Elgerizy (EUA)
Charles Fernandez (Guatemala)
Esteban Bustos (Chile)
Lerter Ders (Cuba)
Sergio Villamayor (Argentina)

MEDALHISTAS

Individual feminino
OURO: Mariana Arceo (México)
PRATA: Samantha Archterberg (EUA)
BRONZE: Leydi Laura Moya (Cuba)

Individual masculino
OURO: Charles Fernandez (Guatemala)
PRATA: Esteban Bustos (Chile)
BRONZE: Sergio Villamayor (Argentina)

Revezamento feminino
OURO: Jessica Davis e Samantha Archterberg (EUA)
PRATA: Leydi Laura Moya e Eliani Rodriguez (Cuba)
BRONZE: Isabela Abreu e Priscila Oliveira (Brasil)

Revezamento masculino
OURO: Duilio Jared Gonzalez e Jose Melchor Huerta (México)
PRATA: Amro Elgerizy e Brendan Anderson (EUA)
BRONZE: Sergio Villamayor e Emmanue Zapata (Argentina)

Revezamento misto
OURO: Amro Elgerizy e Isabella Isaksen (EUA)
PRATA: Leydi Laura Moya e Jose Ricardo Figueroa (Cuba)
BRONZE: Charles Fernandez e Maria Ximena Godoy (Guatemala)

 

« Voltar

Twitter Facebook

Fale conosco

Apar Comunicação
aparcomunica@gmail.com
(21) 9698-9708 (Ana Paula Domingues)
(21) 9245-8696 (Raimundo Aquino)