Imprensa

Notícias

Brasil é ouro no revezamento de Cochabamba 201808/06/2018 20:42


Ieda Guimarães e Victor Aguiar levaram a melhor na disputa que encerrou o torneio na Bolívia

O Pentatlo Moderno foi o responsável pela última medalha brasileira nos Jogos Sul-Americanos Cochabamba 2018, nesta sexta-feira. Tudo graças ao ouro conquistado por Ieda Guimarães, 17, e Victor Aguiar, 20, no revezamento misto do torneio da Bolívia. Os brasileiros do centro de treinamento da Confederação Brasileira de Pentatlo (CBPM) no Rio de Janeiro foram os campeões após somarem 1.288 pontos. É a segunda medalha de Ieda na competição, já que ela foi bronze no evento individual feminino, na quarta, 6.

Ieda e Victor foram revelados no PentaJovem, projeto que a CBPM mantém para a descoberta e formação de novos nomes na modalidade. Os brasileiros encararam a disputa do Pentatlo Moderno em Cochabamba no Centro Aquático GAMC (natação), no Feicobol Bandeira Europeia (esgrima) e no Country Club Cochabamba (hipismo e laser-run).

Na prova desta sexta, os brasileiros competiram com duplas da Argentina, Bolívia, Chile, Equador e Peru. Eles completaram a natação em 2min08s98, convertidos em 293 pontos. Na esgrima, os dois somaram 235 pontos e no hipismo conquistaram 249. No laser-run, eles completaram as séries de corrida intercaladas com tiros a laser no alvo em 13min09s, que lhes asseguraram 511 pontos.

A prata da disputa desta sexta ficou com os irmãos argentinos Emmanuel e Pamela Zapata, que somaram 1.256 pontos, e o bronze com os equatorianos Lourdes Hernández e Nélson Robles, que fizeram 1.221.

Vagas no Pan de Lima

Além do bronze de Ieda na disputa individual feminina e o ouro do revezamento, no torneio da Bolívia, o Pentatlo Moderno brasileiro também conquistou duas vagas para os Jogos Pan-Americanos Lima 2019, uma masculina e outra feminina.

Das medalhas do Pentatlo Moderno em jogo em Cochabamba 2018, o Brasil ficou com o terceiro melhor resultado, ao levar o bronze de quarta da Ieda e o ouro desta sexta. O melhor desempenho foi da Argentina, com um ouro, duas pratas e um bronze; o segundo melhor foi do Chile (um ouro e uma prata); e o quarto do Equador com o bronze desta sexta.

A delegação do Pentatlo Moderno na Bolívia teve como chefe de equipe Fábio Corrêa, coordenador-técnico da CBPM no Rio. Além dele, Erick Nascimento, treinador de hipismo do CT da Confederação na capital fluminense, também acompanhou nossos atletas.

Em outubro, Ieda vai representar o Brasil nos Jogos Olímpicos da Juventude Buenos Aires 2018. Ela conquistou a vaga no torneio Argentina, após ter sido a melhor sul-americana no Campeonato Pan-Americano da modalidade do ano passado.

Tanto Ieda quanto Victor recebem o benefício da Bolsa Atleta do Ministério do Esporte. Victor ainda faz parte do programa de alto rendimento da Marinha Brasileira, como Terceiro Sargento.

 

« Voltar

Twitter Facebook

Fale conosco

Apar Comunicação
aparcomunica@gmail.com
(21) 9698-9708 (Ana Paula Domingues)
(21) 9245-8696 (Raimundo Aquino)