Imprensa

Notícias

Stephany Saraiva receberá prêmio de Fair Play20/10/2017 18:15


No Pan-Americano de Pentatlo Moderno de 2016, carioca, hoje com 22 anos, teve uma atitude de jogo limpo durante a prova da esgrima que alcançou reconhecimento mundial

Era 20 de março de 2016, no Colégio Militar de Buenos Aires, quando a pentatleta Stephany Saraiva tomou uma atitude que não imaginaria que teria a proporção que alcançou. A brasileira, então com 20 anos, estava na prova da esgrima do campeonato Pan-Americano de Pentatlo Moderno daquele ano quando viu sendo dada como a vitoriosa em um duelo de espada contra a guatemalteca Isabel Brand. Mas a carioca sabia que havia algo de errado e fez questão de alertar ao juiz: não havia tocado com sua arma em sua adversária na luta em questão. Ponto retirado, vida que segue!

Só que a atitude de Stephany foi muito além da anulação do ponto que lhe foi atribuído. Ali mesmo, no final da competição, a brasileira recebeu da União Internacional de Pentatlo Moderno (UIPM) o Troféu Fair Play da entidade pela sua bela atitude. Mais de um ano depois, a brasileira será agraciada novamente pelo gesto que teve na Argentina: ela vai receber do Comitê Internacional para o Fair Play o Diploma de Ato de Fair Play, pelo jogo limpo apresentado no país vizinho.

“Foi uma atitude normal para mim. Aonde treino, somos ensinados a não conseguir as coisas de maneira errada”, ela resume sua bela iniciativa. “Sinceramente, não imaginei que lá na Argentina iria receber aquele troféu da UIPM, pois achei mesmo que foi algo a ser feito da minha parte”, ela acrescenta.

‘Medalha de ouro do jogo limpo’

Stephany receberá seu Diploma de Ato de Fair Play em uma cerimônia no próximo dia 17 de novembro, em Bruxelas, na Bélgica. E ela estará lá para receber pessoalmente a honraria.

“Fico feliz pelo reconhecimento e seguirei fazendo meu jogo sempre limpo, como sou ensinada pelo meu técnico Fábio Corrêa e meus colegas”, Stephany enfatiza.

O presidente da Confederação Brasileira de Pentatlo Moderno (CBPM), Helio Meirelles, reforça a importância do prêmio que a carioca vai receber para comunidade olímpica nacional.

“Quanto mais o esporte se torna competitivo, conferindo ao atleta premiações que são comemoradas por milhões de fãs, mais justificável se torna a celebração de um prêmio baseado no Fair Play. A atitude de um competidor, abrindo mão de um resultado a ele favorável, porém equivocadamente conferido por um árbitro, é a demonstração suprema da sua ética nas competições. Estamos muito felizes pelo fato de uma jovem atleta brasileira subir ao palco para ganhar a medalha de ouro do jogo limpo”, comemora Helio.

Em tempo: no duelo da esgrima responsável pelo Diploma de Ato de Fair Play que receberá, a carioca saiu vitoriosa contra Isabel Brand numa melhor de três, por dois toques a um.

Stephany foi revelada pelo PentaJovem, projeto que a Confederação Brasileira de Pentatlo Moderno (CBPM) mantém para a descoberta e formação de novos talentos na modalidade. Ela também recebe o benefício da Bolsa Atleta do Ministério do Esporte.

 

« Voltar

Twitter Facebook

Fale conosco

Apar Comunicação
aparcomunica@gmail.com
(21) 9698-9708 (Ana Paula Domingues)
(21) 9245-8696 (Raimundo Aquino)